sábado, 16 de março de 2013

Eu não sou fariseu


Eu não sou fariseu.
Não meço minha religiosidade pelas exterioridades da liturgia.
Eu não sou fariseu.
Minha espiritualidade não tem cheiro de naftalina.
Eu não sou fariseu.
Não julgo os outros sob a minha visão do que é religião.
A Igreja afunda?
Afunda sim, mas só não sucumbe de vez porque o Senhor Jesus prometeu estar com Ela sempre.
Eu não sou fariseu.
Não quero olhar para o cisco nos olhos do papa, se há um dormente nos meus.
Eu não sou fariseu.
Pecador sim, infelizmente, mas nunca fariseu.

(E. R. M., 16/03/13)

Nenhum comentário:

Postar um comentário