quinta-feira, 7 de junho de 2012

Hipócritas

Detesto gente hipócrita.

De que adianta se escandalizar com um pai que dá uma palmada no filho, se acaba achando engraçado quando esse mesmo pai dá um pouco de álcool para o pequeno beber?

De que adianta o homem ser super consciente, ter raiva de outro homem que bate na mulher, querer aplicar a Lei Maria da Penha no dito cujo, mas se ele pega tudo quanto é puta na rua, transa com com as raparigas e passa doença venérea pra esposa? Depois é a pobre da mulher que tem de se expor, quando vai fazer tratamento pra combater a moléstia sexual contraída do maridão.

De que adianta o cidadão ter uma penca de afilhados de batismo, se ele vive falando mal de padre e da Igreja? Se não gosta, por que aceita ser padrinho?

De que adianta aquela moça ficar fazendo fofoca pra irmã sobre o cunhado, se a cabeça tá cheia de chifre?

Ora, por que será que tanta gente se contradiz?

É porque não tem nada na cabeça, a não ser merda.

De que adianta ficar pagando de pai exemplar, querendo dar bons exemplos e censurando os fuxiqueiros, se é o primeiro a falar que fulana casada deu pro vizinho, que o rapaz da rua de baixo é baitola ou que fulano de tal é ladrão?

Aos hipócritas só digo uma coisa: vão à... ponte que caiu!